11 comments on “Dar ao Ped@L – Senhora do Salto

  1. Que emoção fantástica senti ao ler esta crónica, por várias razões.
    O caro António, tem realmente uma veia literária muito especial. Acho que tem de pensar em escrever um livro com todas estas crónicas. Seria certamente uma obra excelente e muitíssimo interessante.
    A foto-reportagem é impressionante. Bastava o relato do António, mas com estas fotos…que maravilha!

  2. Mas há mais uma razão especial para esta crónica ter-me feito ficar com os pelos arrepiados!!!
    É que…já lá vão cerca de 30 anos(!!! como o tempo passa), tinha eu 20 e picos e era federado amador (corri pelo Sangalhos e por um clube de Alfena, cujo director tinha uma oficina de bicicletas e o filho também era ciclista) e um dos meus treinos favoritos e aconselhados por causa do sobe e desce, era exatamente essa volta que aqui descrevem, mas sempre por estrada.
    …aquele desvio que se faz da N108 para a N319-2 era para mim o ponto fulcral!!! Conforme o tempo a energia e a vontade…de que dispunha, ou do tipo de treino que pretendesse fazer…ou virava ali, ou seguia pela N108 até à Lixa (para depois voltar). Mas sabia que ao virar ali, para o Salto, mais adiante, iria encontrar umas subidas de amargar, mesmo fazendo-as pelo asfalto. Mas era uma volta que correspondia a uma excelente treino. Quantas vezes fiz esse percurso…

  3. Esta crónica relata bem a dureza do percurso, com cerca de 65 Km percorridos, desde minha casa. Não fosse a chuva, a reportagem fotográfica teria sido mais intensa. A registar a descida para a Nª Sra. do Salto, com a bicicleta á mão, pois o perigo era tal, com o trilho cheio de rochas, piso escorregadio e a inclinação. Depois da paragem no Café Santos, onde se servem as famosas sandes de febras com queijo, casa a que tencionamos voltar, para saborear este petisco, seguiram-se as árduas subidas até S. Pedro da Cova, Fânzeres, com alguns betetistas a terem cãibras, compensada pelas descidas que nos proporcionaram alguns momentos de descanso ás pernas e adrenalina, com alguns a chegarem aos 70 Km/h. Parabéns Oliveira e Valdemar pelo registo destes momentos, vividos no Grupo Dar ao Ped@L. Para o Carlos Ferreira, espero que se junte ao Grupo, para começar também a partilhar esta aventuras. Abraço

  4. Meus amigos e companheiros
    Esta crónica foi feita um pouco à pressa!!.. porque queria descansar para a caminhada que iria fazer, saliento que a edição foi feita pela Valdemar Freitas, acrescentando e desfazendo alguns pós…
    Agradeço imenso os vossos comentários e em especial ao Sr. Carlos Ferreira.
    Iremos publicar muitas crónicas iguais ou melhores que esta.

    Muito obrigados

Deixe uma Resposta para Dar ao Ped@L Cancelar resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.